Angola

Divisão Administrativa

18 Províncias

Informações sobre o País

Notícias

transferir China desbloqueia 60 mil milhões para África e Angola negoceia mais de 11 mil milhões

China quer financiar com mais de 60 mil milhões infra-estruturas de 53 países africanos impulsionado assim o desenvolvimento do continente. Com este financiamento a China torna-se o principal parceiro comercial da África, ultrapassando os Estados Unidos e a Europa. E o Governo angolano está a negociar uma nova linha de crédito com o Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) de 11.700 milhões de dólares (10.180 milhões de euros) também para projetos de infraestruturas.

sem nome João Lourenço visita Portugal

O ministro das Relações Exteriores de Angola anunciou oficialmente, em Luanda, que o Presidente angolano, João Lourenço, irá visitar Portugal nos dias 23 e 24 de novembro. “Está confirmadíssima para 23 e 24 de novembro” a primeira visita oficial do Presidente de Angola a Portugal, referiu Manuel Augusto.
Sobre a visita do primeiro-ministro de Portugal, António Costa, o chefe da diplomacia angolana disse que a delegação portuguesa chega a 17 deste mês, feriado em Angola, pelo que será realizado, nesse dia, um programa informal.

Governo quer reduzir para metade subsídios às empresas públicas

O Governo angolano pretende cortar para metade os subsídios anuais às empresas do Setor Empresarial Público (SEP) e concluir a privatização de pelo menos 20 unidades não estratégicas, nos próximos quatro anos. O objetivo está inscrito no Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, aprovado pelo Governo e já publicado oficialmente.

sem nome TAAG e TACV autorizadas a voar para a Europa

A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (AESA) já a lista de operadores aéreos de países terceiros autorizados a voar para a Europa, incluindo a angolana TAAG e a cabo-verdiana TACV. A lista dos Operadores de Países Terceiros, atualizada, inclui as transportadoras aéreas de Angola (TAAG) e de Cabo Verde (TACV) a voar para os 32 países que a integram, incluindo os 28 Estados-membros da União Europeia (UE).

Artigos de opinião

As universidades de direito e a confiança dos agentes económicos na justiça

Só um ensino universitário do Direito de elevados padrões e com indicadores já em aplicação nos cursos jurídicos de ensino superior ministrados em Angola, pode ser desenvolvido um clima de confiança nos investidores.
Eduardo Vera-Cruz Pinto
Professor Catedrático e docente nos cursos de pós-licenciatura na Universidade Agostinho Neto.

Investir em Angola

A Lei n.º 20/11, de 20 de Maio (Lei de Investimento Privado – LIP), veio definir o acesso aos benefícios e incentivos para o investimento em Angola e abrange todos os sectores de atividade

Destaques

Angola aumenta preços para apoiar comunicação social pública

O ministério das Finanças pretende aumentar os preços de telefonia móvel, televisão e Internet. O objetivo é de cobrir os buracos financeiros dos órgãos de comunicação social públicos. O anúncio feito nos últimos dias sobre o aumento dos nas comunicações, está a dividir angolanos e a revelar alguma falta de coordenação do atual governo, liderado por João Lourenço. Em causa está a proposta do ministério das finanças, por via do Instituto de Preços e Concorrências, que visa garantir o financiamento para os órgãos de comunicação social públicos.

A um mês das eleições Banco Mundial desce classificação de Angola

Angola vai a eleições para eleger um novo Presidente da República no próximo dia 23 de agosto. A campanha para as presidências está no terreno e o Banco Mundial divulga relatório que vai entrar na discussão política. O Banco Mundial desceu a classificação de Angola para país de renda média-baixa, o penúltimo dos quatro níveis com que a instituição classifica as economias mundiais, pelos rendimentos em função da população.

Angola a um mês de eleições

Angola vai a eleições para eleger um novo Presidente da República no próximo dia 23 de agosto. Presidente da República de Angola desde 1979, é a primeira vez que José Eduardo dos Santos não concorre, dando a vez a João Lourenço, atual ministro da Defesa. No próximo ano, há outros três países africanos de língua oficial portuguesa que vão a votos: Moçambique e S. Tomé e Príncipe com eleições legislativas e a Guiné Bissau com legislativas e presidenciais. Já em Cabo Verde só estão previstas eleições legislativas para 2021.