Angola

Constituição do Governo da República com as novas eleições

Ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República – Pedro Sebastião

Ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social – Manuel José Nunes Júnior

Ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República – Frederico Manuel dos Santos e Silva Cardoso

Ministro da Defesa Nacional – Salviano de Jesus Sequeira

Ministro do Interior – Ângelo de Barros da Veiga Tavares

Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos – Francisco Manuel Monteiro de Queiroz

Ministro das Relações Exteriores – Manuel Domingos Augusto

Ministro das Finanças – Augusto Archer Mangueira

Ministro do Território e Reforma do Estado – Adão Francisco Correia de Almeida

Ministro da Administração Pública, Trabalho de Segurança Social – António Rodrigues Afonso Paulo

Ministro da Agricultura e Florestas – Marcos Alexandre Nhunga

Ministra da Indústria – Bernarda Gonçalves Martins

Ministro da Energia e Águas – João Baptista Borges

Ministro dos Recursos Minerais e Petróleos – Diamantino Pedro Azevedo

Ministro dos Transportes – Augusto da Silva Tomás

Ministro da Construção e Obras Públicas – Manuel Tavares de Almeida

Ministra das Pescas e do Mar – Victória de Barros Neto

Ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação – José Carvalho da Rocha

Ministra do Ordenamento do Território e Habitação – Ana Paula de Carvalho

Ministro da Economia e Planeamento – Pedro Luís da Fonseca

Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação – Maria do Rosário Bragança Sambo

Ministra da Educação – Maria Cândida Teixeira

Ministra da Saúde – Sílvia Paula Valentim Lutucuta

Ministra da Hotelaria e Turismo – Maria Ângela Teixeira Bragança

Ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher – Victória Francisco Correia Conceição

Ministra da Cultura – Carolina Cerqueira

Ministra da Juventude e Desportos – Ana Paula Sacramento Neto

Ministro da Comunicação Social – Aníbal João da Silva Melo

Ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria  – João Ernesto dos Santos Liberdade

Ministro do Comércio – Joffre Van-Dúnem Júnior

Ministra do Ambiente – Paula Cristina Francisco Coelho

Secretária do Conselho de Ministros – Ana Maria de Sousa e Silva

Governadores

Luanda –  Adriano Mendes de Carvalho

Benguela –  Rui Falcão

Cabinda – Eugénio César Laborinho

Zaire – José Joana André

Uíge – Mpinda Simão

Bengo – João Bernardo de Miranda
Kwanza-Norte – José Maria Ferraz dos Santos

Kwanza-Sul – Eusébio de Brito Teixeira

Malanje – Norberto Fernandes dos Santos

Lunda-Norte – Ernesto Muangala

Lunda-Sul – Ernesto Fernando Kiteculo

Moxico – Manuel Gonçalves Muandumba

Huambo – João Baptista Kussumua

A potência do Atlântico

Angola está situada na costa atlântica Sul da África Ocidental, entre a Namíbia e a República do Congo, tendo uma extensão de território de 1 246 700 Km quadrados. Faz igualmente fronteira com a República Democrática do Congo e a Zâmbia O país possui uma faixa costeira árida, que se estende desde a Namíbia, chegando praticamente até Luanda, um planalto interior húmido, uma savana seca no interior sul e sudeste, e floresta tropical no norte e em Cabinda.

O rio Zambeze e vários afluentes do rio Congo têm as suas nascentes em Angola. Os rios do país nascem quase todos no planalto do Bié, destacando-se o Kwanza, o Cuango, o Cuando, o Cubango e o Cunene. A faixa costeira é temperada pela corrente fria de Benguela e as altitudes do território variam bastante, encontrando-se as zonas mais interiores entre os mil e os 2 mil metros. As regiões do norte e Cabinda têm chuvas ao longo de quase todo o ano.

Caracterização etnológica

A população de Angola em 2014, depois do primeiro censo pós-independência e dos resultados preliminares do Recenseamento Geral da População e Habitação, estima-se em 24.3 milhões de habitantes, sendo 52 por cento do sexo feminino. Um pouco menos de 40% da população vive nas cidades e mais de 60% nas zonas rurais. A população é composta por 37% de ovimbundu (língua umbundu), 25% de ambundu (língua kimbundu), 13% de bakongo e 32% de outros grupos étnicos (como os côkwes, os ovambos, os vambunda e os xindongas), bem como cerca de 2% mestiços (mistura de europeus e africanos), 1,4% de chineses e 1% de europeus. As etnias ambundu e ovimbundu formam, combinadas, a maioria da população (62%).

Continuar a ler