Moçambique

Divisão Administrativa

11 Províncias, divididas em 128 Distritos

Informações sobre o País

Notícias

cabo-verde Governo alerta viajantes a não permanecer no norte de Moçambique

O Governo português aconselhou, esta semana, os viajantes a evitarem a permanência em várias zonas da província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique. O aviso aos viajantes portugueses foi atualizado no portal da Comunidades Portuguesas do Ministério dos Negócios Estrangeiros. Segundo o aviso, “a instabilidade e insegurança” na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, “impõem cuidados de segurança adicionais”.

sem nome Moçambique quer empresários portugueses a investir no país

Ragendra de Sousa, ministro da Indústria e Comércio de Moçambique está em Portugal para dar a conhecer oportunidades de negócios do seu país, concretamente nos sectores do turismo e agrícola. A revitalização de todo a cabelagem marítima é outro de negócio que Moçambique está interessado que os empresários lusos investiam. Esta iniciativa que começou hoje (terça-feira) e que termina na próxima sexta-feira, inclui visitas às sedes de diferentes empresas e entidades e ainda a participação em fóruns empresariais.

sem nome Morreu Afonso Dhlakama, líder da Renamo

Afonso Dhlakama, de 65 anos, líder da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), morreu esta quinta-feira, 3 de maio. O presidente da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), Afonso Dhlakama, morreu hoje na Serra da Gorongosa, centro de Moçambique, devido a problemas de saúde. Afonso Dhlakama era um homem controverso, mas incontornável na história do país.

sem nome Acordo em Moçambique para aumento de salários mínimos

O Governo moçambicano, sindicatos e patronato chegaram a um acordo para um aumento dos salários mínimos entre 6% e 18,7%, com efeitos a partir deste mês. O acordo foi alcançado ao nível da Comissão Consultiva de Trabalho, um órgão sobre matérias laborais que junta representantes do executivo, sindicatos e entidades patronais. Os valores permitem recuperar face à perda de poder de compra, uma vez que estão acima da inflação anual de 2017.

Artigos de opinião

Consequências para a economia das dívidas escondidas

O novo Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, e o seu Governo, liderado por Carlos Agostinho do Rosário, assumiram publicamente dívidas.

Destaques

Dívidas ocultas: FMI e Governo sem acordo

A próxima quarta-feira é o último dia das negociações entre os técnicos do FMI e o Governo de Moçambique para um acordo sobre as designadas “dividas ocultas”. O Fundo Monetário Internacional (FMI) está em Moçambique com uma equipa de técnicos para “discutir os resultados da auditoria (dívidas escondidas) com as autoridades e possíveis medidas de seguimento”, anunciou a instituição, em comunicado. A agenda de encontros entre os elementos do FMI e as autoridades moçambicanas permanece reservada e as reuniões vão decorrer à porta fechada. Mas a pressão para explicações sobre as designadas dividas ocultas tem sido muita.

A caminho da paz em Moçambique

O conflito, que se acendeu após as eleições de 2014, contestadas pela Renamo, tem oposto a guerrilha e o exército e já fez numerosas vítimas, entre soldados, guerrilheiros, civis e mesmo trabalhadores estrangeiros, alvos preferenciais de sequestros.

Moçambique celebra Dia da Mulher com taxa de 60% de violência doméstica

Números que têm vindo a crescer devido à maior consciencialização das mulheres para esta problemática, que se traduz num aumento das queixas às autoridades competentes.