Angola

sem nome

FMI: eleições empurram crescimento do PIB

A economia angolana deverá recuperar da estagnação do ano passado e crescer 1,3% este ano e 1,5% em 2018, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), que atribui este crescimento ao aumento da despesa pública em ano de eleições. O FMI inscreve nas suas Previsões Económicas Mundiais divulgadas esta terça-feira em Washington, que a economia de Angola tem uma perspetiva de crescimento, este ano, de 1,3% para 1,5%, depois de sofrer uma recessão de 0,7% no Produto Interno Bruto (PIB) do ano passado. Recorde-se que a previsão do anterior Governo aponta para um crescimento de 1,1% em 2016 e de 2,1% este ano.

sem nome

João Lourenço toma posse como Presidente de Angola

João Lourenço é o novo Presidente de Angola. Os resultados finais das eleições gerais de 23 de agosto foram divulgados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE). Confirmam João Lourenço como novo Presidente de Angola com 61% dos votos alcançados pelo MPLA.Em conferência de imprensa o presidente da CNE angolana divulgou os resultados definitivos das eleições gerais. Bornito de Sousa será o novo vice-Presidente da República.

CNE repudia suspeições da oposição sobre processo eleitoral

A posição foi manifestada esta ontem pelo presidente da Comissão Nacional Eleitoral de Angola (CNE), André da Silva Neto, em resposta à declaração conjunta divulgada no domingo pelos líderes da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), Isaías Samakuva, da Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE), Abel Chivukyvuku, do Partido da Renovação Social (PRS), Benedito Daniel, e da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), Lucas Ngonda, que consideraram inconstitucional e ilegal o processo eleitoral angolano.

Cabo Verde

sem nome

Cabo Verde quer receber mais de 3 milhões de turistas até 2030

O Governo traçou uma nova meta para este sector. Quer receber 3,15 milhões de turista até 2030. A ambição está vertida nas Grandes Opções do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável do Turismo no horizonte 2030, um documento elaborado pelo Governo após serem recolhidos subsídios em várias mesas redondas realizadas em quase todas as ilhas do país. Mas para que isso aconteça p Governo promete remover “alguns obstáculos”, ligados sobretudo aos preços dos transportes, infraestruturas, segurança e diversificação das ofertas e dos mercados.

Cidade-da-Praia-CV

Os Estados Unidos e Cabo Verde assinam acordo de cooperação militar

Os Estados Unidos e Cabo Verde chega a acordo de cooperação militar que que envolve defesa e segurança. Trata- se do Acordo de Estatuto de Forças, em inglês Status of Forces Agreement – SOFA que vai fornecer a base legal para a cooperação de defesa e segurança e possibilita uma ampla variedade de atividades relacionadas com a defesa dos dois países. O novo acordo, que estava a ser negociado há vários anos, será assinado este domingo em Washington, pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, no âmbito da sua primeira visita oficial àquele país.

sem nome

Príncipe Alberto do Mónaco visita Cabo Verde

O Príncipe Alberto II, do Mónaco, chega hoje a Cabo Verde, naquela que é a segunda etapa da expedição científica de três anos do navio “Yersin”. O chefe de Estado do Mónaco vai ser recebido ao final do dia de hoje na cidade da Praia pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca. De seguida ambos seguem para São Vicente, onde já está atracado o navio científico “Yersin”, que chegou ao Porto Grande do Mindelo, proveniente da Madeira.

Guiné-Bissau

sem nome

Artur Sanhá em campanha para a liderança do PRS

Artur Sanhá, antigo primeiro-ministro apresentou, esta semana, aos militantes a sua candidatura à liderança do PRS e garantiu que se for eleito o partido terá um outro posicionamento perante a crise política que assola o país. O congresso do PRS para escolher novo líder decorre entre 26 e 29 de Setembro.

imagesLNO2W5SF

Empresários lusos em Bissau para avaliarem negócios no setor agrícola

Uma comitiva de empresários portugueses encontra-se de visita à Guiné-Bissau para analisar oportunidades de negócio no setor agrícola e fomentar o comércio entre empresários dos dois países. Durante a missão, que termina na próxima quinta-feira, os empresários vão reunir-se com várias entidades guineenses, participar num seminário sobre Agronegócios na Guiné-Bissau e conhecer a realidade local, bem como algumas empresas já instaladas no país.

CEDEAO reúne em Monróvia e exige cumprimento do Acordo de Conacri

Os Chefes de Estado e de Governo da Comunidade Económica da África Ocidental (CEDEAO) reuniram ontem (4 de Junho) em Monróvia, Libéria, para analisar a crise política na Guiné-Bissau, tendo decidido que o país deve aplicar o Acordo de Conacri e colocar em primeiro lugar “o interesse da Nação”.

Moçambique

sem nome

Consulado lança guia do Cidadão Português em Moçambique

O Consulado-Geral de Portugal em Maputo e uma sociedade de advogados lançam hoje um guia para quem já vive ou pretende deslocar-se a Moçambique. O Guia aborda os assuntos a tratar antes da partida para Moçambique (os vistos e obrigações fiscais e de segurança social), e os assuntos a tratar à chegada (a autorização de residência e outras obrigações).

imagesUDYZ3DT2

Governo dá um ano às empresas para regularizarem licenciamento

O Governo de Moçambique publicou o novo regime de licenciamento simplificado para as atividades económicas, no passado mês de julho e concedeu um ano às empresas para regularizarem as suas licenças junto às entidades licenciadoras. O sector da agricultura, do comércio, das comunicações, da construção civil, da cultura, da indústria, das pesca, da prestação de serviços e do turismo estão abrangidos por este no diploma.

Instabilidade e falta de transparência afastam investidores de Moçambique

A consultora BMI Research considerou hoje que a instabilidade política e macroeconómica, juntamente com a falta de transparência, vai manter os investidores internacionais reticentes em investir em Moçambique, que dependerá do setor do gás natural para se desenvolver.
“Moçambique vai continuar como um dos mais arriscados mercados para o desenvolvimento de infraestruturas na África subsaariana, com os investidores preocupados com a atual instabilidade política e económica, falta de transparência e fraco ambiente empresarial em comparação com os pares regionais”, lê-se numa análise à atratividade do país.

São Tomé e Príncipe

sem nome

São Tomé e Príncipe alcança a maior taxa de alfabetização dos PALOP

O Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos (PAJA) de São Tomé e Príncipe divulgou permitiu que 90% da população acima dos 15 anos esteja alfabetizada, representando o melhor índice entre os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). Contrapõe-se a Moçambique, no qual o nível de analfabetismo é de 44,9%, correspondente a oito milhões de jovens e idosos analfabetos.

FMI diz que economia vai crescer 5% este ano

Também foram discutidos o fortalecimento dos controles de compromissos de gastos públicos que exigem que as entidades orçamentárias observem a dotação orçamentária e medidas para mitigar a evasão fiscal. Se forem realizados progressos na execução do programa, poderá realizar-se uma visita dos economistas do FMI para o Outono de 2017.

Surf. Há ondas em São Tomé?

Os portugueses Paulo Pichel, Miguel Ribeiro e João Sousa são, neste momento, o suporte destes jovens, a juntar a todo o apoio – principalmente de amigos – que têm tido ao longo dos últimos anos e que torna possível mostrar-lhes o mundo, assim como mostrar ao mundo de onde vêm.