Sociedade

CPLP apela a mais diálogo na Guiné-Bissau

28 Março, 2017

02/04/2017
 
A secretária executiva da CPLP, a são-tomense Maria do Carmo Silveira, iniciou hoje uma visita de quatro dias à Guiné-Bissau para estabelecer contactos com as autoridades, partidos políticos e representantes da comunidade internacional. Maria do Carmo Silveira quer ouvir o que os principais actores políticos guineenses pensam sobre a crise política que afecta a Guiné-Bissau desde 2015 e quais os mecanismos para encontrara uma saída para esta crise.
“A CPLP está consciente de que a solução para a crise só pode ser encontrada pelos guineenses. O que nós podemos fazer é apoiar as partes desavindas a encontrar uma plataforma para que se possam entender e é por isso que estamos cá”, descreveu a secretária executiva da CPLP.
Hoje, no seu primeiro dia em Bissau, a responsável da CPLP reuniu-se com o presidente do Parlamento guineense, Cipriano Cassamá; “naturalmente no encontro com o senhor Presidente da Assembleia Popular Nacional, transmitimos esta preocupação e apelamos a que o diálogo seja eleito a forma de aproximar as partes para se chegar a um entendimento”.
Nos próximos dias espera encontrar-se com outros responsáveis, nomeadamente, com o Presidente José Mário Vaz. Numa primeira apreciação da crise política, Maria do Carmo Silveira, convidou os guineenses a dialogarem mais e de forma franca para tirar o país do impasse.
“Ao longo da minha estadia, de quatro dias, terei encontros com diferentes autoridades do governo, o senhor presidente da Assembleia, os líderes dos partidos políticos e com os representantes das organizações presentes na Guiné-Bissau, nomeadamente, o grupo P5”, afirmou Maria do Carmo Silveira.
Fonte: RFI